Clique nos títulos abaixo para abrir os livros
..
B - Encarregado de ouvir o vento C - Creio nas miragens D - Creio nas estrelas
E - M de Maria F - Wandarylho G - Olhando no espelho
H - Boa noite, noite J - Dores do Parto L - Outros poemas
M - Feliz tempestade, albatroz! N - Quase Contos P - Pôr do Sol!
teste de titulo
     
 

F000 Wandarylho com y
F001 Ando pelo mundo afora
F002 Desde menino
F003 Eu amo as tempestades
F004 Creio nas miragens
F005 Há muito tempo
F006 O horizonte lá
F007 O que me move
F008 Os santos encontram
F009 Por longos anos
F010 No dia em que parti
F011 Quando me fez nada
F012 Tem sido esta minha sina
F013 Vou nesta vidagem
F014 Quando, nas tardes silentes
F015 Nada retém os dias
F016 Maria, por que
F017 Já não sou eu quem vai
F018 Sou caminheiro nesta rua
F019 Sou tamanho do meu sonho
F020 Sou vela
F022 Volto-me para o céu
F023 Quando chega outubro
F024 Procurei cumes
F025 Olhando pra dentro de mim
F026 À noite chovera nuvens
F027 Volto de volta pra ti
F028 Um caminho é feito
F029 Você pode imaginar, Maria
F030 É bom caminhar
F031 A vida inteira procurei
F032 Carrego um fardo invisível
F033 De repente a gente para
F034 Perdido em mim
F035 Nasci vizinho da felicidade
F036 Sigo pela manhã
F037 Quero minha casa
F038 Já é tarde
F039 Há horizontes na terra inteira
F040 Chega a noite
F041 Eu queria estar aí
F042 Agora que sei o que sei
F043 Cercado de nada
F044 Eu nunca estou
F045 Há dois em mim
F046 Meu caminho termina
F047 Olho o céu da noite
F048 Tanto tempo morei
F049 Quando eu voltar do mar
F050 Passo as noites
F051 Foi me dado pedir
F052 Eu ainda era criança
F053 Deita os olhos no caminho
F054 De oceano em oceano
F055 Andava na rua
F056 Sou estrangeiro
F057 Quase me assusta
F058 Moro na praia
F059 Já que estou perdido
F060 Há pessoas sofridas
F061 Não te pedi que a felicidade
F062 O lugarejo onde nasci
F063 No meu caminho
F064 Tenho motivos maiores
F065 Carrego dentro de mim
F066 Deixa o vento soprar
F067 Esse caminho sinuoso
F068 Ao final deste dia
F069 É madrugada aqui fora
F070 Minha boca pede pão
F071 Na estrada de dois gumes
F072 O caminheiro do sertão
F073 Nasci agora
F074 É noite, eu sei
F075 Eu olhei a estrada
F076 Na certa não sou poeta
F077 Não me conformei com nada
F078 Não sou estátua
F079 Perdido nas encruzilhadas
F080 Quando chega o Natal
F081 Preciso definir meu rumo
F082 Não tenho nada
F083 No passado distante
F084 Quero abrir os olhos
F085 Sigo sem pressa
F086 Quando bem vestido
F087 Os pés, meus filhos
F088 Minha mãe, acende a lua
F089 Andarilho desde menino




F07.O que me move

é o que me falta

e o que não tenho

é tudo o que me resta.

 

Estou longe de mim,

além dos meus olhos.

Minha pátria não é aqui,

vivo exilado no agora.

 

Onde não estou ainda,

onde ainda não cheguei,

eis onde moro, eis meu lugar...

 

O que me move

é o que me falta

e a minha alma

é o que me dói.

O que me arrasta

está longe de mim

esperando meu nada chegar.




 
Copyright ® 2008-2014 Aprendiz de Humano - Todos os direitos reservados.

" É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor".